– Devemos encarar a nossa ação na Rocinha como uma oportunidade para mostrar aos moradores e à sociedade a capacidade de realização da Polícia Militar, mesmo enfrentando todas as dificuldades – disse o Chefe do Estado-Maior Geral da PM, Coronel Lúcio Flávio Baracho, durante reunião com comandantes de unidades da Corporação que integram a força-tarefa formada para assumir a ocupação da comunidade.

Desde a madrugada desta sexta-feira, 29/09,  quando os militares das Forças Armadas deixaram a área, a Polícia Militar reassumiu a missão de garantir a segurança dos moradores e dar continuidade às operações para localizar e prender criminosos e apreender armas e drogas.

A reunião do Coronel Baracho com os comandantes das unidades foi realizada na base principal da UPP da Rocinha, no Portão Vermelho. Antes, os comandantes das unidades da PM e policiais civis receberam o Secretário de Segurança Pública, Roberto Sá, na sede da 11ª DP, que fica em frente a Rocinha. Em seguida, as autoridades da área de segurança caminharam pela comunidade para conversar com moradores.

 

 

– Fiquei muito bem impressionado com o apoio que os moradores demonstraram. Percebi no olhar de cada um deles que todos esperam viver em paz – disse o Secretário Roberto Sá.

A impressão do Secretário foi confirmada pelo presidente da Associação dos Moradores da Rocinha, Carlos Eduardo Barbosa, que foi à base da UPP, para conversar com os comandantes das unidades envolvidas na atuação na Rocinha.

– Nós queremos trabalhar e viver em paz. E estamos dispostos sempre a colaborar com o trabalho da polícia  – disse Carlos Eduardo aos comandantes.

Além do Secretário Roberto Sá e do Coronel Baracho, participaram da reunião o Comandante do COE, Coronel Marcelo Nogueira; os Comandantes do BOPE, Coronel Carlos Eduardo Sarmento; do BPChq, Coronel Jorge Pimenta; do Comando de Polícia Pacificadora, Coronel Samir Lima; da UPP da Rocinha, Major Cunha Neves; e o delegado titular da 11ª DP (Rocinha), Antônio Ricardo Lima.