Implantado há menos de um mês pela Secretaria de Estado de Polícia Militar do Rio de Janeiro, o reforço do policiamento preventivo e ostensivo para reverter os índices de roubos em coletivos começa a surtir efeito. Levantamento preliminar feito pela Coordenadoria de Assuntos Estratégicos (CAEs) da Corporação aponta redução de 31% no número de casos em todo o estado. O estudo comparou o número de roubos cometidos entre 01 a 23 de junho deste ano com o mesmo período do ano passado.

Ao detectar o aumento desse indicador criminal, o Comando da Corporação determinou a intensificação do PTOU (Policiamento Transportado em Ônibus Urbano), modalidade de policiamento concebida para prevenir e reprimir a ação de criminosos no interior de coletivos. Aplicado de acordo com a leitura da mancha criminal, o planejamento contempla policiais militares fardados, que fazem abordagens ostensivas, e policiais do serviço reservado.

O levantamento da CAEs foi feito com base em números preliminares do Instituto de Segurança Pública (ISP), que, embora não estejam ainda auditados e consolidados, servem como base para apontar a tendência de queda.

A expectativa é de que os índices de roubos em coletivos acompanhem a trajetória de queda verificada nos últimos meses em praticamente todos os indicadores de crime contra o patrimônio do estado, como roubo de veículos, roubo de rua e roubo de carga.

Na capital do estado, considerada a área mais crítica, a redução do número de roubos em ônibus foi de 34%. Nas demais áreas do estado, que já vinham apresentando queda, o número de roubos em ônibus também diminuiu: 60% no interior, 47% na Grande Niterói e 12% na Baixada Fluminense.

O Comando da Polícia Militar pede a colaboração da sociedade. Os roubos devem ser comunicados às delegacias da Polícia Civil, pois os registros são a base de dados para o planejamento das ações policiais. Os cidadãos podem utilizar os serviços do 190 ou do Disque-Denúncia pelo telefone 2253-1177, para auxiliar órgãos de segurança.