Lançado em maio deste ano, durante as comemorações dos 210 anos de fundação da Polícia Militar do Rio de Janeiro, o documentário “Heróis do Rio de Janeiro” conquistou dois troféus importantes no III Festival de Cinema de História Militar: Melhor Direção e Melhor Filme pelo Júri Popular. Dirigido pela cineasta estreante Mia Carvalho, o filme fez um contundente alerta sobre a realidade enfrentada por policiais militares.
O filme foi exibido pela primeira vez no dia 13 de maio, durante a cerimônia de abertura do I Simpósio Nacional sobre Vitimização Policial, um evento que reuniu no Centro de Convenções SulAmérica, no Rio de Janeiro, comandantes-gerais e representantes do Comando das 27 Polícias Militares do país, além de autoridades e especialistas da Corporação e de outros órgãos.
O documentário e todos os temas discutidos durante o evento atingiram plenamente o objetivo proposto: honrar os policiais militares do Rio e de todo o país, como também expor essa discussão publicamente. Um dos idealizadores e realizadores do filme e do Simpósio, o Coronel PM Fábio da Rocha Bastos Cajueiro explicou a proposta do documentário:
– A obra revela histórias reais dos policiais militares do Rio vitimados em ação, histórias desconhecidas da população. São homens e mulheres que trabalham num ambiente de guerra urbana, sofrem letalidades absurdas, com sequelas físicas e psíquicas gravíssimas.
Em sua terceira edição, o III Festival de Cinema de História Militar  recebeu a inscrição de 27 filmes: 13 documentários, 10 ficções e 04 animações produzidos em nove estados da Federação – Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e São Paulo.