O esquema de segurança da Secretaria de Estado de Polícia Militar para réveillon de 2019 mobilizou mais 15 mil policiais militares e cerca de 2.000 viaturas para atuar em todo o território estadual. Com atenção especial para a orla da Capital, Niterói, Região dos Lagos e Costa Verde, o esquema especial de policiamento obteve pleno êxito. Das 6h do dia 31.12 (terça-feira) até a manhã de quarta-feira (01/01/2020), a Polícia Militar atendeu a 1.086 acionamentos, deteve 25 pessoas e apreendeu 14 armas de fogo.

POLICIAMENTO EM COPACABANA

Para garantir a segurança da maior festa de réveillon do país, na Praia de Copacabana, a Polícia Militar mobilizou 2.049 policiais e 112 viaturas. Trinta torres de observação foram posicionadas pela orla de Copacabana – 13 na areia e 17 no calçadão. Das torres, localizadas em pontos estratégicos, os policiais, equipados com rádios transmissores, conseguiram orientar o policiamento preventivo.

Em Copacabana, também houve policiamento com cães e a cavalo. O Batalhão de Polícia de Choque (BPChq) atuou, a partir das 18h30 de segunda-feira, nos 24 pontos de bloqueio em apoio à CET-Rio. Equipes do Batalhão de Ações com Cães (BAC) e do BPChq apoiaram na parte externa das estações do metrô em Copacabana.

Policiais do RECOM (Rondas Especiais e Controle de Multidões) e do BEPE (Batalhão Especializado de Policiamento em Estádios) formaram 36 grupos de proximidade de multidão, com 10 policiais em cada grupo, atuando a pé junto ao público, realizando uma varredura de segurança.

Policiais a bordo de uma aeronave do Grupamento Aeromóvel (GAM), equipada com câmera, vão monitorar toda a orla. As imagens eram transmitidas em tempo real para o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), na Cidade Nova, onde atuaram de forma coordenada representantes das policias Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, CET-Rio, Guarda Municipal e Centro de Operações Rio (COR).

OUTROS PONTOS DE REFORÇO NA CIDADE

O plano de segurança do réveillon contemplou também outros locais de festa na capital: Praia do Flamengo; Ilha de Paquetá; Central do Brasil, Parque de Madureira; IAPI da Penha; Praia da Bica, na Ilha do Governador; Piscinão de Ramos; Praia do Recôncavo, em Sepetiba; Praia de Guaratiba; e orlas da Barra da Tijuca e Recreio.

OUTRAS REGIÕES

Cidades que tradicionalmente atraem um grande público para os festejos de fim de ano, como Niterói, Maricá, Cabo Frio e Angra dos Reis, também tiveram seu policiamento bastante reforçado. Além do patrulhamento convencional, foram deslocados policiais em apoio para essas regiões. Os policiais militares atuaram em conjunto a ações de ordem pública a cargo das prefeituras municipais